Bênção das Paskas – Tradições da Páscoa para os Ucranianos

Dom Daniel Kozlinski, na bênção das Paskas.

A Páscoa para os ucranianos, além de ser a festa litúrgica mais importante do ano, é um grande momento de manifestação cultural.  E na comunidade da Paróquia São Basílio Magno em União da Vitória-PR não é diferente, durante toda a quaresma são realizadas celebrações especiais, como a dos Dons Pré-Santificados, Parastás, procissões e adorações, tudo em função da lembrança dos últimos momentos de Cristo e sua Ressurreição.

A chuva quase atrapalhou a celebração ao ar livre, foi por pouco que não tivemos que transferir para dentro do Centro de Eventos.

Um dos mais belos momentos desta época é a Bênção das Paskas (pão especial e ritualístico da Páscoa, enfeitado com ramos de trigo, folhas, flores, feitos com a própria massa). As mesmas são levadas à igreja em cestas, contendo outros alimentos como linguiça, carne de porco, manteiga, queijo, khrin, ovos cozidos, sal. Estes alimentos são consumidos pelas famílias na manhã do domingo de Páscoa. Também destacam-se nas cestas a presença das pêssankas, os famosos ovos tradicionais com símbolos milenares, que são dados de presente aos parentes e amigos respeitados após serem abençoados.

Nesta época, os ucranianos passam a se cumprimentar com os dizeres: Khrestós Voskrés! (Cristo Ressuscitou!), Voísteno Voskrés (Verdadeiramente Ressuscitou!).

A tradição da Bênção da Paska é muito forte em toda a comunidade ucraniana. Cerca de 650 cestas foram abençoadas na tarde do sábado de aleluia na Matriz de São Basílio Magno, além de outras que levaram à noite. Também nas colônias, e em alguns pontos das cidades de Porto União e União da Vitória as famílias levam seus alimentos para serem abençoados.

Na foto as irmãs Emanoele e Mariana Vodiani, com suas "paskinhas": belo exemplo de como passar a tradição para os filhos!

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br     www.pessanka.com.br

Porto União-SC / União da Vitória-PR

Pysanky – courses, lectures, workshops – Vilson José Kotviski

We give classes for courses, lectures or workshoops, in order to spread out the ukrainian art of pysanky creation.

The courses normally take three days, totalizing a 24 hours-lesson, no exceeding 20 students per group, aiming to situate the attendent through the millenarian art of pysanky and also teaching this painting technique, propitiating an integrated learning for the historical context, simbolism and the confection of this particular and artistic pieces of ukrain culture. Within the course, students actively participate of all the process of pysanky confection, acquiring the knowledge of the art technique.

Pysanky workshop in União da Vitória-PR. Coordination: Vilson José Kotviski

At fairs, congresses or expositions where it is required demonstrations of this art by worskshops or lectures form, we can come up with different proposals, according to the event.

Further information, please cotact us. vilson@pessanka.com.brwww.pessanka.com.br   Vilson José Kotviski.

Workshop Pysanky – Crafts in Ukrainian Eggs: Ukrainian Community of Jangada do Sul

The Ukrainian Orthodox Community of Cologne Jangada do sul (Porto União-SC) received 06 days in March 7th,2010 and the first workshop of the project “Pysanka – Crafts Ukrainian, Brazilian, Santa Catarina”. Participants from many  ages and groups took part of the workshop, it was very productive and was prepared many and beaultiful pysankas. According to the teacher Paolyck Alda (64), this workshop is a dream becoming true, “because I always wanted to know the process of making the pysanka, but never had the opportunity. The youth of the community living in the rural area, were very interested and were excited to continue, mainly because they already have the necessary materials. Even further meetings will be scheduled for making pysankas.The bill, authored by Vilson Kotviski, who is one of the winners of the Call Elizabeth Anderle Stimulus Culture (Culture Foundation of Santa Catarina), and though the support of Father Pedro Blachenchen and president Comunity Antonio Seroiska it was possible the realization of this workshop, which rekindled interest in the art of pysanka in one of the first Ukrainian colony in Brazil”.

Coordination of workshops and design: Vilson José Kotviski (vilson@pessanka.com.brwww.pessanka.com.br

Workshop Pysanka in the country of Caçador- SC (the ancient Ukrainian art in eggs)

The Ukrainian Community of Caçador-SC received on March 13th and 14th one of the “Pysanka – Ukrainian Crafts workshop, Brazil, Santa Catarina” (Bid Elizabeth Anderle Stimulus Culture – Cultural Foundation of Santa Catarina).

The curriculum was developed at the headquarters of SESC – Caçador, and people from diverse ethnic backgrounds took part. The class exceeded expectations, absorbing very content and developing great work. For Leoni Welicz (chairman of the community) the workshop was very important to arouse the interest of ethnic Ukrainian Caçador, who recently wasn’t widely known by local society. He also thanked the coordinators and Oksana Vilson Kotviski the choice of the city, even when dealing with an extreme and distant from other clusters of Ukrainian descent in Brazil.

The materials and expertise provided to the community through the project will be used as next week, during the celebrations of the city’s birthday, which will have a major event in Caçador’s Exhibition Park. On this site there is a beautiful village of ethnic groups, and the house will be offered to Ukrainian workshop pysanka visitors.

Coordination of workshops and design: Vilson José Kotviski (vilson@pessanka.com.br)      www.pessanka.com.br

Taller de Pysanka – Artesanía Ucraniana en huevos – Comunidad Ucraniana de Jangada do Sul

Taller de Pysanka – Artesanía Ucraniana en huevos – Comunidad Ucraniana de Jangada do Sul

La comunidad Ucraniana Ortodoxa de la Colonia Jangada do Sul (Porto União) recibió en los días 06 y 07 / 03 /2010 el primer taller del proyecto Pysanka – Artesanía Ucraniana, Brasileña, Catarinense. Contando con participantes de varias edades, el taller fue muy productivo siendo confeccionadas variadas y bellas Pysankas. Según La Profesora Alda Paolyck (64), este taller es un sueño realizado, pues siempre quiso conocer el proceso de confección de la Pysanka pero nunca había tenido la oportunidad. Los jóvenes de la comunidad, residentes en el área rural del municipio, se mostraron muy interesados  y se quedaron muy animados para dar continuidad principalmente porque  ya poseen  los materiales necesarios. Incluso están programados nuevos encuentros para la confección de las Pysankas. El proyecto, de autoría de Vilson Kotviski (vencedor del Edital Elisabete Anderle de Estimulo a la Cultura (Fundación de Santa Catarina), y a través del apoyo del cura Pedro Blachechen y del presidente de la comunidad, señor Antonio Felipe Seroiska, fue posible la concretización de este taller, que reencendió el interés por el arte de la Pysanka en una de las primeras colonias ucranianas en el Brasil.

Coordinación de los talleres y del proyecto Vilson Jose Kotviski.(vilson@pessanka.com.br)      www.pessanka.com.br

Pysanky – Ukrainian, Brazilian Craftwork: pysanka workshops, ukrainian easter eggs

The “Pysanky – Ukrainian, Brazilian Craftwork” project was prized by the Culture Stimulus Elisabete Anderle Announcement, promoted by the Santa Catarina State Government. “This announcement was recognized as one of Brazil’s best ideas to value the cultural producers’ work. All the jury representatives got involved and took this project as a model to their States in order to make it come true” says the CEC president, Péricles Prade. “The evaluators stressed the amount of projects. We had a very good extract on what is about the cultural segment about what Santa Catarina’s citizens are able to produce in culture and art terms” completes the Organization and Monitoring Commission president, Leoni Silva. Going back to the cultural production, circulation, research, formation, preservation and spread matter, the Elisabete Arlene Announcement praises seven cultural areas which were subdivided into segments. The  “Pysanky – Ukrainian, Brazilian Craftwork” project  which author is Vilson José Kotviski, was praised as popular arts – folklore and craftwork, and is going to promote ten pysanka workshops in various places such as: Pintadinho e Jangada (Porto União), Irineópolis, Caçador, Três Barras, Canoinhas, Mafra, São Bento do Sul, Papanduva e Itaiópolis. More informations on: http://www.fcc.sc.gov.br/

vilson@pessanka.com.br – Vilson José Kotviski

www.pessanka.com.br

Aprendizado da arte ucraniana em ovos: DVD “A Arte de Pintar Pêssanka” de Vilson José Kotviski

DVD com aula prática da técnica da arte milenar da pêssanka

A arte da criação de pêssankas – ovos decorados na tradição ucraniana é hoje uma das grandes manifestações da cultura ucraniana no Brasil, especialmente nos estados do Paraná e Santa Catarina, onde se concentram a maioria das comunidades de descendentes.

Tradição, simbologia e arte estão presentes nesta milenar forma de expressão do espírito do povo ucraniano. E neste trabalho em DVD, é apresentada de forma prática as técnicas para a “escrita” dessas singelas obras de arte, sendo um ótimo guia para qualquer pessoa que deseje apreder!

Encomendas: pessanka@pessanka.com.br

Vilson José Kotviski

Porto União-SC / União da Vitória-PR

TODO SOBRE PYSANKA Y CULTURA UCRANIANA: PROYECTO PESSANKA – “ARTESANÍA UCRANIANO -BRASILEÑO – CATARINENSE”

TODO SOBRE PYSANKA Y CULTURA UCRANIANA: PROYECTO PESSANKA – “ARTESANÍA UCRANIANO -BRASILEÑO – CATARINENSE”

Santa Catarina:Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

El proyecto “Pysanka- Artesanía Ucraniano, Brasileño, Catarinense” fue uno de los vencedores del Edital Elisabete Anderle de Estímulo a Cultura, promovido por el Gobierno del Estado de Santa Catarina.”Este edital fue reconocido como una de las mejores ideas del país para valorar el trabajo de los productos culturales.

 Todos los representantes del jurado se manifestaron en ese sentido y llevaron ese modelo para sus estados con el objetivo de materializarlo “, asegura el presidente del CEC, Péricles Prade .Los evaluadores resaltaron la cantidad de proyectos.Tuvimos un extracto muy bueno del que el segmento cultural de Santa Catarina puede produzir em términos de arte y cultura”, completa el presidente da Comissâo de Organização e Acompanhamento do edital, Leone Silva está envuelto en la producción, circulación, investigacion, formación , preservación y difusión cultural em Santa Catarina, el Edital Elisabete Anderle de Estímulo para a Cultura contempla siete areas culturales , que fueron subdivididas em segmentos .El proyecto “Pêssanka –Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” de autoria de Vilson Kotviski, foi contemplado en la clase de artes populares – folklore  y artesanía , y promoverá diez oficinas de pysanka em muchas localidades como:Pintadinho e Jangada (Porto União),Rio D’Areia,Três Barras,Canoinhas, Mafra, Craveiro (Santa Terezinha),Papanduva e Itaiópolis.Otras informaciones en : http://www.fcc.sc.gov.br/Localidades em Santa Catarina, que receberão as oficinas de pêssanka.

Vilson José Kotviski  vilson@pessanka.com.br

Datas atualizadas das oficinas do projeto Pêssanka – Artesanato ucraniano, brasileiro, catarinense

Anunciamos as datas das oficinas do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”:

06 e 07/03/10: Jangada do Sul – Porto União-SC –  REALIZADA

13 e 14/03/10: Caçador-SC – REALIZADA

20 e 21/03/10: Mafra-SC  – REALIZADA

10 e 11/04/10: Colônia Craveiro – Santa Terezinha-SC  – REALIZADA

17 e 18/04/10: Canoinhas-SC – REALIZADA

24 e 25/04/10: Rio D`Areia – Canoinhas-SC –  REALIZADA

22 e 23/05/10: Pintadinho – Porto União-SC – REALIZADA

29 e 30/05/10: Três Barras-SC – REALIZADA

02 e 03/06/10: Porto União-SC – REALIZADA

03 e 04/07/10: Colorado – Santa Terezinha-SC – REALIZADA

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 10/07/2010. 

PROJETO FINALIZADO.

Maiores informações: pessanka@pessanka.com.br.

Vilson José Kotviski – Coordenador

vilson@pessanka.com.br

Pêssanka – arte ucraniana

Pêssankas de Vilson José Kotviski
Pêssankas de Vilson José Kotviski

Na história do povo ucraniano sempre esteve presente uma tradição de colorir ovos na época em que o Sol voltava triunfante, eliminando a neve que cobria a rica terra negra da Ucrânia. Em escavações arqueológicas, foram encontrados indícios desta arte a mais de 3.000 anos antes de Cristo, sendo que naquela época, eram utilizadas ferramentas muito rústicas para se confeccionar uma pêssanka. A explicação para o interesse do ser humano antigo pelo ovo, está no fato do mesmo possuir uma magia incrível, pois de uma forma simples e rude, surgiria a vida.

Com o passar dos anos, as ferramentas gradativamente evoluíram e com elas o homem conseguiu melhorar suas condições materiais e também os resultados da suas pinturas em ovos, surgindo melhores definições daquilo que desejava expressar.

Os ucranianos, em paridade com todos os povos antigos, veneravam a natureza e os regentes dos elementos. Assim como outros povos antigos veneravam o Sol com Apolo e seu carro puxado por leões, os ucranianos reconheciam no mesmo astro, o Dajbóh, e à ele ofereciam homenagens, pois novamente traria luz e calor para a Terra. O verde substituiria o branco da neve, as flores voltariam a desabrochar, as árvores ofereceriam seus frutos novamente e o povo poderia trabalhar a terra para obter seu sustento. A festa da Primavera era um evento alegre, era acendida uma grande fogueira no meio da aldeia e todos comemoravam a chegada de Dajbóh, no exato momento do Solstício de Primavera. Desde o início deste dia o povo estava em festa. Oferecia seus presentes ao regente Dajbóh e entre os mesmos estavam as pêssankas. Nelas estavam gravados os raios de luz que seriam oferecidos à terra, a partir desta importante data do povo antigo. Também nesta festa eram oferecidas pêssankas aos entes da natureza, fazendo seus agradecimentos pelas colheitas e também firmando seus pedidos para que a terra continuasse produzindo aquilo que necessitavam para viver. Estas pêssankas eram enterradas no campo, nas lavouras, pois deveriam ser presentes aos amados entes da natureza. Neste tempo anterior ao cristianismo, o povo tinha suas crenças voltadas para aquilo que via e sentia. Era uma época em que mais do que nunca, o ucraniano estava ligado à natureza, sua fonte de vida e energia. Em 988, através do Príncipe Volodymir, a Ucrânia é batizada
nas margens do Rio Dnipró, passando a adotar o cristianismo como religião oficial. O povo absorveu essa mudança, mas não aceitou abandonar seus antigos rituais, como as Festas da Primavera. A solução encontrada pelo clero foi a adaptação deste antigos costumes, como símbolos cristãos, ou seja, permitiam e até apoiavam o povo à manter essas tradições consideradas pagãs, mas lhes incutiam um simbolismo correlato ao cristianismo. A antiga e tradicional Festa da Primavera, transformou-se na Páscoa cristã, por se tratar da mesma época. O povo continuava com os antigos festejos, mas mudava-se gradativamente o sentido da ocasião festiva.As pêssankas, continuaram existindo, o povo não deixou o costume de colorir ovos para expressar seus sentimentos, mas o clero religioso fez com que se abandonassem as crenças nos entes da natureza, deviam ser extintos os costumes tidos como pagãos. As pessoas passaram então a fazer pêssankas para dar aos parentes
e amigos respeitados, na época da Páscoa, para demonstrar tudo aquilo que desejavam para seus entes queridos. As pequenas obras de arte também passaram a aparecer em datas importantes, como casamentos e nascimentos, como materialização das boas intenções que se queria expressar. Na conturbada história da Ucrânia, o povo passou por muitos períodos de instabilidade social, tendo muitas vezes a miséria e a opressão imperando sobre seus lares. Domínios russos, poloneses, austríacos, húngaros, duas guerras mundiais, o comunismo … e as pêssankas continuam acompanhando a vida desta gente, que veio para o Brasil em busca de um futuro melhor para seus filhos, trazendo na bagagem uma cultura milenar, que hoje respira a liberdade. A Ucrânia, em 1991 finalmente adquiriu sua independência, exigida pela população que saiu às ruas e hoje, além da seu valor cultural, simbólico e artístico, as pêssankas passaram a ser um símbolo de longevidade para uma Ucrânia livre e independente.

Vilson José Kotviski