Finalização do Projeto Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense

Estamos rementendo à Fundação Catarinense de Cultura o relatório final do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”. Passaram pelas oficinas 202 pessoas, em 10 comunidades ucranianas de Santa Catarina. Cada participante confeccionou em média 3 pêssankas, totalizando mais de 600 pêssankas em todas as oficinas!

pêssankas na oficina em Caçador-SC

Para nós foi uma grande satisfação poder demonstrar as técnicas desta arte milenar para pessoas que nunca tiveram oportunidade de aprendizado, e que hoje passam a valorizar mais a cultura ucraniana, tendo inclusive possibilidade de se tornarem grandes artesãos de pêssanka em Santa Catarina, enriquecendo ainda mais a diversidade cultural do estado.

 
Vilson José Kotviski
Coordenador
Projeto Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense
Porto União-SC
 
 
Seguem abaixo publicações sobre todas as oficinas ministradas:
 

Oficina de Pêssanka – Artesanato Ucraniano em Ovos: Comunidade Ucraniana de Jangada do Sul

8 08UTC março 08UTC 2010 por pessanka

 Oficina de Pêssanka em Caçador-SC (milenar arte ucraniana em ovos)

15 15UTC março 15UTC 2010 por pessanka

 Curso de Pêssanka em Mafra-SC: a tradição da arte ucraniana em ovos

21 21UTC março 21UTC 2010 por pessanka

 Localidade de Craveiro: Curso de Pêssanka – Milenar Arte Ucraniana em Ovos. Vilson José Kotviski

12 12UTC abril 12UTC 2010 por pessanka

 Tradição Ucraniana da Arte em Ovos: Oficina de Pêssanka na Colônia Rio da Areia – Canoinhas-SC

18 18UTC abril 18UTC 2010 por pessanka  Curso de Pêssanka em Canoinhas-SC – Projeto Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro Catarinense – Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura27 27UTC abril 27UTC 2010 por pessanka

 Oficina de pêssanka na Comunidade Ucraniana do Pintadinho (Porto União-SC) – Vilson José Kotviski

24 24UTC maio 24UTC 2010 por pessanka

 Três Barras-SC: Oitava Oficina do Projeto Pêssanka, Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense. Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

31 31UTC maio 31UTC 2010 por pessanka

 

 

 

Oficina de Pêssanka – Comunidade Ucraniana de Colorado – Santa Terezinha-SC

 5 05UTC julho 05UTC 2010 por pessanka

 

 

Três Barras-SC: Oitava Oficina do Projeto Pêssanka, Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense. Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

turma de pêssanka em Três Barras

A cidade de Três Barras no Planalto Norte de Santa Catarina recebeu a oitava oficina do Projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”.

Recentemente, foi inaugurado o novo templo, que se destaca com suas cúpulas bizantinas, estilo marcante das igrejas ucranianas. Porém o início da comunidade em Três Barras se deu na década de 60, e desde então essa foi a primeira vez que foi realizada uma oficina de pêssanka. Em cada oficina sempre encontramos conhecimentos intrínsecos da cultura ucraniana, e em Três Barras, destacamos o relato da Sra. Josefa Olinek (69): “quando éramos jovens fazíamos as halunkas¹ para a Páscoa, desenhávamos ovos com florzinhas, raminhos usando cera de abelha e depois cozinhávamos com a tchornobreutch², com erva-mate ou cebola, para dar cor”. Isso demonstra a bagagem cultural que os imigrantes trouxeram continuou se manifestando no Brasil, buscando adaptação às condições existentes. A oficina foi viabilizada pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, contando com a coordenação de Oksana Sliwinski Kotviski e Vilson José Kotviski.

1- Hakunka: nome também usado para pêssankas em algumas regiões da Ucrânia.

2- Tchornobreutch: flor da planta Tagetes Erecta, conhecidacomo “cravo de defunto”.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

Oficina de pêssanka na Comunidade Ucraniana do Pintadinho (Porto União-SC) – Vilson José Kotviski

Oficina de Pêssanka no Pintadinho

Foi realizada nos dias 22 e 23/05, a sétima etapa do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”, na localidade do Pintadinho, interior de Porto União-SC.

Foi a primeira vez que a comunidade recebeu uma oficina voltada à preservação da cultura ucraniana, e os participantes demonstraram muito interesse pela técnica da arte da pêssanka. Inclusive, ouvimos interessantes relatos como da Sra Nadia Terezinha Demeda e Sra. Ana Maria Lessenko Kalichak, sobre os métodos que seus pais utilizavam para confeccionar pêssankas, usando pigmentos naturais e ferramentas adaptadas por eles mesmos, o que demonstra que a oficina não veio ensinar algo novo, mas sim resgatar um conhecimento que estava um pouco esquecido na comunidade.

Turma de pêssanka - Comunidade Ucraniana da Colônia Pintadinho - Porto União-SC

Esperamos que este incentivo fornecido através do projeto faça ressurgir com muita força a valorização das tradições ucranianas, especialmente da arte da pêssanka! A oficina foi viabilizada através do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura – Governo do Estado de Santa Catarina.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

www.pessanka.com.br

Cultura ucraniana (pêssanka) – programa da Eliana (Tudo é Possível – TV Rede Record)

Em 2007 participamos do programa “Tudo é Possível” da apresentadora Eliana (que inclusive possui ascendência ucraniana por parte de mãe – sobrenome Michaelichen). Indo ao ar em rede nacional o programa trouxe um grande retorno de acessos ao nosso site (www.pessanka.com.br), e foi uma grande realização em relação ao trabalho com as pêssankas.
A produção do programa nos encontrou através do site, e disseram que queriam mostrar algo diferente na Páscoa, voltado à cultura. Após os contatos iniciais, foi definido que viriam gravar o processo de pintura em nossa cidade e depois iríamos para São Paulo para gravar no palco.
Como tínhamos dado um curso de pêssanka no fim de semana no Clube Ucraniano de União da Vitória, e a filmagem aconteceria na segunda-feira, resolvemos gravar neste local . Veio um produtor de São Paulo, e um cinegrafista e um motorista de Curitiba.
Na semana seguinte fomos de carro até Curitiba e pegamos um avião até São Paulo. Incluisve vivíamos a crise aérea, quando aconteciam muitos atrasos – éramos para chegar em SP as 13h00, chegamos as 15h00, e só deu tempo de arrumar as coisas e ir para o palco, pois era grande o atraso. Conhecer a gravação de um programa de auditório foi uma experiência muito interessante!
Na entrevista, foram várias as perguntas feitas, inclusive a cantora Cláudia Leite me fez uma pergunta sobre a camisa bordada, e após confirmar que era um traje ucraniano, declarou que se identificava muito com os ucranianos por causa de Clarisse Lispector, uma das grandes escritoras Brasileiras, nascida na Ucrânia. As perguntas de Claudia Leite não foram ao ar. Um dos diretores me disse ao final da entrevista: “cara, a Eliana gostou mesmo! Passou um monte do tempo previsto para a entrevista com você, foi muito legal, ela nunca passa do tempo, só quando gosta mesmo do assunto”.
Para quem quiser lembrar ou ver o que passou exatamente no dia da Páscoa de 2007, está aí o vídeo! A experiência e o tratamento que o pessoal da Rede Record nos prestaram em todo o processo foi excepcional, e só temos boas lembranças desta aventura. (Vilson e Oksana)

Vilson José Kotviski
www.pessanka.com.br

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=60OHWdfIUfg]