Cursos de pêssanka em Rio D’Areia, Canoinhas e Três Barras

As Comunidades Ucranianas de Rio da Areia, Canoinhas e Três Barras recebem oficinas do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”. A proposta é uma das vencedoras do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura (Fundação Catarinense de Cultura), e está promovendo dez oficinas gratuitas em comunidades ucranianas na região do Planalto Norte, contando com a coordenação de Vilson José Kotviski (31) um dos expoentes da arte no Brasil.

A pêssanka é uma arte em ovos e tem origem à mais de 3000 a.C, sendo um dos símbolos mais importantes da cultura ucraniana, e seus desenhos trazem belas mensagens como paz, harmonia, amor, saúde e amizade, e foi trazida à Santa Catarina através dos imigrantes que se fixaram principalmente no Planalto Norte. “A arte da pêssanka expressa a essência do espírito do povo ucraniano, sendo uma forma de ligação entre presente e passado, manifestando por meio dos desenhos o íntimo do ser humano, com seus anseios, realidades, conceitos e esperanças”, conta Kotviski. A iniciativa contribuirá para a preservação desta singela arte, rica em simbolismos e beleza, e que também integra a diversidade cultural de Santa Catarina.

Programação das Oficinas: Rio da Areia: 17 e 18/04/10; Canoinhas 24 e 25/04/10; Três Barras 08 e 09/05/10. As inscrições são gratuitas e as vagas são limitadas. Inscrições nas igrejas ucranianas das localidades relacionadas. Informações: www.pessanka.wordpress.com.

Vilson José Kotviski  – vilson@pessanka.com.br / www.pessanka.com.br

Localidade de Craveiro: Curso de Pêssanka – Milenar Arte Ucraniana em Ovos. Vilson José Kotviski

igreja ucraniana em Craveiro

A técnica contemporânea da arte da pêssanka foi demonstrada na localidade de Craveiro nos dias 10 e 11/04/10, através da quarta oficina do projeto cultural “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”.

Craveiro é uma localidade do interior do município de Santa Terezinha-SC, onde pudemos conhecer uma juventude ucraniana bastante animada e participativa. Segundo relatos do pessoal, foi a primeira vez que aconteceu um curso do gênero e todos ficaram muito contentes pela oportunidade e com os primeiros resultados obtidos. Irmã Emília, colaboradora para a organização da turma, agradeceu em nome da comunidade, e solicitou que seja lembrada a localidade de Craveiro em projetos futuros, o que com certeza acontecerá, pela ótima receptividade das pessoas do lugar.

Turma do curso de pêssanka em Craveiro - Santa Terezinha-SC

A oficina foi coordenada por Oksana e Vilson Kotviski, sendo viabilizada pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura – Fundação Catarinense de Cultura. A próxima oficina acontece nos dias 17 e 18/04 na localidade de Rio da Areia (Canoinhas-SC).

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br     www.pessanka.com.br

Curso de Pêssanka em Colônia Craveiro, Santa Terezinha-SC – coordenação Vilson José Kotviski

Curso de Pêssanka em Colônia Craveiro

Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

 

pessanka de Vilson José Kotviski

A quarta oficina do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” será realizada no próximo fim de semana na Colônia Craveiro, município de Santa Terezinha-SC.

A pêssanka tem origem à mais de 3000 a.C, sendo um dos símbolos mais importantes da cultura ucraniana, e seus desenhos  trazem belas mensagens como paz, harmonia, amor, saúde e amizade. A arte foi trazida à Santa Catarina através dos imigrantes que se fixaram principalmente no Planalto Norte, onde existem várias comunidades organizadas.

E é justamente em nestas comunidades que o projeto está sendo desenvolvido, como forma de contribuir para a preservação dos valores culturais que a imigração trouxe ao estado.

 A proposta é uma das vencedoras do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura (Fundação Catarinense de Cultura), e promoverá dez oficinas gratuitas em comunidades ucranianas de Santa Catarina, contando com a coordenação de Vilson José Kotviski (31) um dos expoentes da arte no Brasil.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br     www.pessanka.com.br

Pysanky – courses, lectures, workshops – Vilson José Kotviski

We give classes for courses, lectures or workshoops, in order to spread out the ukrainian art of pysanky creation.

The courses normally take three days, totalizing a 24 hours-lesson, no exceeding 20 students per group, aiming to situate the attendent through the millenarian art of pysanky and also teaching this painting technique, propitiating an integrated learning for the historical context, simbolism and the confection of this particular and artistic pieces of ukrain culture. Within the course, students actively participate of all the process of pysanky confection, acquiring the knowledge of the art technique.

Pysanky workshop in União da Vitória-PR. Coordination: Vilson José Kotviski

At fairs, congresses or expositions where it is required demonstrations of this art by worskshops or lectures form, we can come up with different proposals, according to the event.

Further information, please cotact us. vilson@pessanka.com.brwww.pessanka.com.br   Vilson José Kotviski.

Curso de Pêssanka em Mafra-SC: a tradição da arte ucraniana em ovos

Participantes do curso de pêssanka em Mafra, nos fundos da igreja ucraniana

A Comunidade Ucraniana de Mafra-SC recebeu a terceira oficina do Projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” nos dias 20 e 21/03/10.

Superando o número programado, com um total de 24 participantes, a oficina foi muito produtiva revelou muitos talentos. Além das pessoas de Mafra, tivemos também representantes da comunidade ucraniana de Guaramirin-SC, que se deslocaram cerca de 90km para participar da oficina, aproveitando a oportunidade.

Oficina de pêssanka em Mafra-SC

Os participantes, nos questionários de avaliação da oficina, relataram estarem muito satisfeitos e consideraram que poderia ter mais tempo para uma atividade tão agradável, demonstrando entusiasmo com o aprendizado. No domingo de manhã muitos visitantes puderam conhecer os primeiras pêssankas produzidas na oficina e também em uma breve explanação do coordenador Vilson Kotviski, tiveram um conhecimento maior sobre a arte e sobre o projeto, viabilizado através do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura.

Oficina de pêssanka em Mafra-SC

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br / www.pessanka.com.br

Oficina de Pêssanka em Caçador-SC (milenar arte ucraniana em ovos)

Oficina de Pêssanka em Caçador-SC

A Comunidade Ucraniana de Caçador-SC recebeu neste fim de semana (13 e 14/03) uma das oficinas do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” (Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura – Fundação Catarinense de Cultura).

encerramento da oficina em Caçador-SC

As atividades foram desenvolvidas na sede do SESC – Caçador, e contou com a participação de pessoas de diversas origens étnicas. A turma superou as expectativas, absorvendo muito bem os conteúdos e desenvolvendo ótimos trabalhos .  Para Leoni Welicz (presidente da comunidade) a oficina foi muito importante para despertar o interesse pela etnia ucraniana de Caçador, que a pouco tempo não era muito conhecida pela sociedade local. Também agradeceu aos coordenadores Oksana e Vilson Kotviski pela escolha da cidade, mesmo se tratando de um ponto extremo e distante dos demais núcleos de descendentes de ucranianos no Brasil.

Leoni Welicz, Vilson José Kotviski e Gustavo Felix, durante a oficina

Os materiais e os conhecimentos fornecidos à comunidade através do projeto já serão aproveitados na próxima semana, durante as comemorações do aniversário do município, que terá um grande evento no Parque de Exposições de Caçador. Neste local existe uma bela Vila das Etnias, e na casa ucraniana será oferecida a oficina de pêssanka aos visitantes.

Coordenação das oficinas e do projeto: Vilson José Kotviski  (vilson@pessanka.com.br)

detalhe do processo
primeiros resultadosdemonstração da técnica

Oficina de Pêssanka – Artesanato Ucraniano em Ovos: Comunidade Ucraniana de Jangada do Sul

Oficina de pêssanka, ministrada por Vilson José Kotviski e Oksana Sliwinski Kotviski

A Comunidade Ucraniana Ortodoxa da Colônia Jangada do Sul (Porto União) recebeu neste fim de semana (06 e 07/03) a primeira oficina do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”. Contando com participantes de várias faixas etárias, a oficina foi muito produtiva, sendo confeccionadas diversas e belas pêssankas. Segundo a Prof. Alda Paolyck (64), esta oficina é um sonho realizado, pois sempre quis conhecer o processo da confecção da pêssanka, mas nunca havia tido oportunidade. Os jovens da comunidade se mostraram muito interessados e ficaram animados para dar continuidade, principalmente por já contarem com os materiais necessários Inclusive serão programados novos encontros para confecção de pêssankas. O projeto, de autoria de Vilson José Kotviski, é um dos vencedores do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura (Fundação de Cultura de Santa Catarina), e através do apoio do Pe. Pedro Blachechen e do presidente da comunidade Sr. Antonio Felipe Seroiska, foi possível a concretização desta oficina. Agradecemos à comunidade pela ótima acolhida e pelos momentos felizes que passamos! A próxima oficina acontece nos dias 13 e 14/03 em Caçador-SC.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

www.pessanka.com.br

Participantes da oficina - foto ao lado da entrada do salão de festas, com uma bela vista do Rio Jangada.
primeiros resultados da oficina
As gêmeas Milena e Marieli: felicidade estampada no rosto, que sem dúvida ficou refletida nas suas pêssankas!

Pysanky – Ukrainian, Brazilian Craftwork: pysanka workshops, ukrainian easter eggs

The “Pysanky – Ukrainian, Brazilian Craftwork” project was prized by the Culture Stimulus Elisabete Anderle Announcement, promoted by the Santa Catarina State Government. “This announcement was recognized as one of Brazil’s best ideas to value the cultural producers’ work. All the jury representatives got involved and took this project as a model to their States in order to make it come true” says the CEC president, Péricles Prade. “The evaluators stressed the amount of projects. We had a very good extract on what is about the cultural segment about what Santa Catarina’s citizens are able to produce in culture and art terms” completes the Organization and Monitoring Commission president, Leoni Silva. Going back to the cultural production, circulation, research, formation, preservation and spread matter, the Elisabete Arlene Announcement praises seven cultural areas which were subdivided into segments. The  “Pysanky – Ukrainian, Brazilian Craftwork” project  which author is Vilson José Kotviski, was praised as popular arts – folklore and craftwork, and is going to promote ten pysanka workshops in various places such as: Pintadinho e Jangada (Porto União), Irineópolis, Caçador, Três Barras, Canoinhas, Mafra, São Bento do Sul, Papanduva e Itaiópolis. More informations on: http://www.fcc.sc.gov.br/

vilson@pessanka.com.br – Vilson José Kotviski

www.pessanka.com.br

Comunidade Ucraniana Ortodoxa do Jangada: 1º Oficina de Pêssanka com professor Vilson José Kotviski

A primeira oficina de pêssankas do projeto “Pêssanka Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”, coordenado pelo artista Vilson José Kotviski, será realizada nos dias 06 e 07 de fevereiro de 2010, na localidade de Jangada do Sul, município de Porto União-SC.

Segundo Pe. Pedro Blaschechen, pároco da Igreja Ordoxa Ucraniana em Jangada do Sul, a comunidade está bastante animada e a turma já está completa.

O projeto é um dos vencedores do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura promovido pelo Governo de Santa Catarina, e vai realizar 10 oficinas de pêssanka em diferentes localidades do estado.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

Impressões do 37º Congresso da Juventude Ucraíno-Brasileira – Vilson José Kotviski

Momento da oficina sobre o Natal Ucraniano

Vou colocar algumas impressões do congresso, a fim de criar uma visão diferente de um simples relato dos acontecimentos…

O congresso foi muito produtivo no sentido da preservação e manutenção da nossa cultura. Vendo a juventude interessada em participar renova os ânimos para os desafios futuros.
Acredito que o congresso cumpriu seus objetivos de conhecimento das raízes da nossa comunidade. A idéia das palestras e oficinas, se mostrou muito eficiente para os trabalhos.

Como participei da oficina “Kólhada”, não poderei falar muito sobre as demais, porém entre as conversas com os demais participantes percebemos que todos estavam muito satisfeitos com os conteúdos ministrados. Segundo Dom Daniel, será preparado um material sobre os conteúdos tratados, que será distribuído para a comunidade.

Sobre a oficina “Kolhada”, a coordenação ficou a cargo da Ir. Celina Sloboda, que demonstrou as tradições do natal ucraniano com muita competência, vivacidade e alegria, onde não faltaram momentos de pura emoção pela singeleza e beleza da noite mais especial para as famílias ucranianas. A oficina contou com a mesa do Sviatei Vétcher, recepção do Didúh, degustação dos pratos típicos, entoação de kólhadas, explicações sobre todos os momentos da ceia, e também orientações para os grupos de kolhadnekês. Foram momentos mágicos, onde pudemos relembrar de muitas coisas, e aprender outras que não tínhamos onhecimento. Tenho certeza de que as próximas celebrações natalinas dos participantes serão mais ricas e muitos dos costumes esquecidos serão relembrados.

Outro momento de dar um nó na garganta de todos foi a leitura das memórias do pioneiro imigrante Sr. Ivan Passevitz (não sei se está escrito corretamente), especialmente do momento que conseguiram comer o primeiro pão no Brasil, fruto do trabalho árduo nos primeiros tempos. A leitura deste relato e também da carta de Iván Pototskei, um dos construtores da igreja da Serra do Tigre, nos levaram a uma viagem ao início da vida dos ucranianos no Brasil.

A vida da comunidade também foi retratada em forma de teatro. O esforço da comunidade é louvável e conseguiram demonstrar muitas das tradições e do estilo de vida dos imigrantes. O uso do espaço entorno do local e de materiais de apoio tornou interessante a apresentação, só faltou uma sonorização melhor e uma melhor coordenação do tempo e dos intervalos, mas em análise geral, foi agradável, engraçado e inclusive instrutivo pela demonstração de tradições, como a despedida dos noivos, o korovai, a carroça com os noivos… enfim, uma pesquisa muito interessante!

Completado a noite cultural, tivemos a apresentação de danças folclóricas com o grupo Spomen de Mallet que e recebeu aplausos calorosos, especialmente com o Hopak. O Spomen tem mostrado uma grande evolução nos últimos tempos em relação a pesquisa folclórica, representando muito bem a comunidade de Mallet!

No domingo pela manha a assembléia da AJUB fez a votação para a próximo congresso, as comunidades de Cruz Machado e General Carneiro apresentaram suas propostas, e a maioria decidiu por Cruz Machado. Aí tivemos a questão da nova chapa, mas ouve certo desconforto, já que nem o presidente atual e nem o presidente que compôs a nova diretoria estavam presentes, mas o pessoal que estava presente aceitou a nova chapa, e eu espero que consigam fortalecer a associação!

No congresso foi apresentado pela Representação Central Ucraniano-Brasileira o projeto das comemorações alusivas aos 120 anos da Imigração, que foi muito bem aceita pelos congressistas, despertando muitas idéias em relação à pesquisa histórica, realização de eventos e integração ao projeto. O TPUK também realizou a doação de mais de mil livros de escritores ucranianos aos participantes! Foi gratificante ver o pessoal escolher e carregar os livros, esses detalhes mostram que o pessoal se interessa pela nossa cultura e que a comunidade tem futuro!

No geral foi um evento muito agradável e enriquecedor onde os participantes puderam acompanhar na íntegra a realidade da colônia, suas belezas, suas dificuldades, sua cultura e seu modo de viver, e também foi uma experiência vitoriosa da união de duas comunidades em um grande objetivo, toda a organização merece as congratulações pelo belo congresso realizado!

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br