Três Barras-SC: Oitava Oficina do Projeto Pêssanka, Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense. Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

turma de pêssanka em Três Barras

A cidade de Três Barras no Planalto Norte de Santa Catarina recebeu a oitava oficina do Projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”.

Recentemente, foi inaugurado o novo templo, que se destaca com suas cúpulas bizantinas, estilo marcante das igrejas ucranianas. Porém o início da comunidade em Três Barras se deu na década de 60, e desde então essa foi a primeira vez que foi realizada uma oficina de pêssanka. Em cada oficina sempre encontramos conhecimentos intrínsecos da cultura ucraniana, e em Três Barras, destacamos o relato da Sra. Josefa Olinek (69): “quando éramos jovens fazíamos as halunkas¹ para a Páscoa, desenhávamos ovos com florzinhas, raminhos usando cera de abelha e depois cozinhávamos com a tchornobreutch², com erva-mate ou cebola, para dar cor”. Isso demonstra a bagagem cultural que os imigrantes trouxeram continuou se manifestando no Brasil, buscando adaptação às condições existentes. A oficina foi viabilizada pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, contando com a coordenação de Oksana Sliwinski Kotviski e Vilson José Kotviski.

1- Hakunka: nome também usado para pêssankas em algumas regiões da Ucrânia.

2- Tchornobreutch: flor da planta Tagetes Erecta, conhecidacomo “cravo de defunto”.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

Curso de Pêssanka em Colônia Craveiro, Santa Terezinha-SC – coordenação Vilson José Kotviski

Curso de Pêssanka em Colônia Craveiro

Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

 

pessanka de Vilson José Kotviski

A quarta oficina do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” será realizada no próximo fim de semana na Colônia Craveiro, município de Santa Terezinha-SC.

A pêssanka tem origem à mais de 3000 a.C, sendo um dos símbolos mais importantes da cultura ucraniana, e seus desenhos  trazem belas mensagens como paz, harmonia, amor, saúde e amizade. A arte foi trazida à Santa Catarina através dos imigrantes que se fixaram principalmente no Planalto Norte, onde existem várias comunidades organizadas.

E é justamente em nestas comunidades que o projeto está sendo desenvolvido, como forma de contribuir para a preservação dos valores culturais que a imigração trouxe ao estado.

 A proposta é uma das vencedoras do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura (Fundação Catarinense de Cultura), e promoverá dez oficinas gratuitas em comunidades ucranianas de Santa Catarina, contando com a coordenação de Vilson José Kotviski (31) um dos expoentes da arte no Brasil.

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br     www.pessanka.com.br

Datas atualizadas das oficinas do projeto Pêssanka – Artesanato ucraniano, brasileiro, catarinense

Anunciamos as datas das oficinas do projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”:

06 e 07/03/10: Jangada do Sul – Porto União-SC –  REALIZADA

13 e 14/03/10: Caçador-SC – REALIZADA

20 e 21/03/10: Mafra-SC  – REALIZADA

10 e 11/04/10: Colônia Craveiro – Santa Terezinha-SC  – REALIZADA

17 e 18/04/10: Canoinhas-SC – REALIZADA

24 e 25/04/10: Rio D`Areia – Canoinhas-SC –  REALIZADA

22 e 23/05/10: Pintadinho – Porto União-SC – REALIZADA

29 e 30/05/10: Três Barras-SC – REALIZADA

02 e 03/06/10: Porto União-SC – REALIZADA

03 e 04/07/10: Colorado – Santa Terezinha-SC – REALIZADA

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 10/07/2010. 

PROJETO FINALIZADO.

Maiores informações: pessanka@pessanka.com.br.

Vilson José Kotviski – Coordenador

vilson@pessanka.com.br

Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense – cartaz e folder

Material de apoio já encaminhado para a gráfica, logo serão divilgadas as datas das oficinas.

Cartaz - Pêssanka
Folder - capa e contra capa
Folder lado interno

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

Edital Elisabete Anderle – Santa Catarina

Assinatura de Editais
Governador Luiz Henrique ressalta papel do Estado na democratização do acesso à Cultura

Florianópolis (3/11/2009) – O governador Luiz Henrique reforçou, nesta terça-feira (3), a importância de descentralizar os recursos para as iniciativas culturais em todas as regiões do Estado. “Devemos valorizar as iniciativas isoladas dentro de uma visão de arquipélago”, disse, durante a entrega dos recursos aos 189 contemplados pelo edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura. Na solenidade, foram assinados os convênios do Programa Pontos de Cultura, firmado através de parceria com o Governo Federal. O governador destacou que todas as 36 secretarias de Desenvolvimento Regional contam com pelo menos um dos 60 pontos beneficiados pelo programa.

A cerimônia contou com a presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira, e foi realizada no Teatro Governador Pedro Ivo, junto ao Centro Administrativo do Governo do Estado, em Florianópolis. Em seu pronunciamento, o ministro colocou em evidência o papel do Estado na disseminação dos bens culturais. “Não adianta apenas incluir a população mais pobre na economia sem dar a ela as condições de acesso à Cultura”, afirmou Barreto. Segundo ele, mais de 80% dos recursos financiados através da Lei Rouanet beneficiam projetos de apenas duas cidades do País. De acordo com o ministro, o setor cultural responde por 5% do Produto Interno Bruto do País e absorve 6% dos trabalhadores com emprego formal no País.

Os convênios para estabelecimento de uma rede com 60 Pontos de Cultura em Santa Catarina contam com recursos de R$ 10,8 milhões, enquanto os contratos dos vencedores do edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura receberam investimento de mais de R$ 6 milhões em recursos provenientes do Fundo Estadual de Incentivo à Cultura (Funcultural). O Edital Elisabete Anderle selecionou 189 projetos que contam com R$ 6 milhões para serem executados nas áreas de Música, Artes Visuais, Teatro, Letras, Patrimônio Cultural, Dança e Artes Populares.

Durante a cerimônia, o secretário da Cultura, Esporte e Turismo, Gilmar Knaesel, destacou a importância dos editais na política de incentivo à Cultura em Santa Catarina. Além do apoio com recursos financeiros aos produtores culturais, ele ressaltou os investimentos feitos pelo Governo do Estado para ampliar a infraestrutura necessária ao setor cultural, como a construção de oito novos teatros, além de quatro em reforma, as reformas do teatro do Centro Integrado de Cultura e o teatro de Timbó. Knaesel enfatizou também qie Santa Catarina foi o primeiro Estado do País a assinar os convênio com o Ministério da Cultura para o programa Pontos de Cultura.

O Edital dos Pontos de Cultura representa um investimento de R$ 10,8 milhões no setor. O repasse dos recursos às entidades culturais sem fins lucrativos que tiveram seus projetos selecionados será de R$ 60 mil por ano, durante três exercícios, o que totaliza R$ 180 mil para cada ponto. O edital beneficiará 36 municípios catarinenses e tem por objetivo implantar uma rede de inclusão social e construção de cidadania. Cada ponto de cultura deverá funcionar como um instrumento de pulsão e articulação de projetos já existentes nas comunidades de Santa Catarina, desenvolvendo ações continuadas em pelo menos uma das seguintes áreas: Culturas Populares, Grupos Étnico-culturais, Patrimônio Material, Audiovisual e Radiodifusão, Pensamento e Memória, Culturas Digitais, Gestão e Formação Cultural, Expressões Artísticas e/ou Ações Transversais.

A presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Anita Pires, ressaltou os benefícios do Edital Elisabete Anderle na ampliação das oportunidades de criação, distribuição e fruição dos bens culturais em Santa Catarina, estendendo o acesso à Cultura. O secretário Gilmar Knaesel ressaltou também que o Estado vai cumprir este ano o orçamento de R$ 40 milhões para o setor cultural, com 0,5% da receita bruta destinada à Cultura.

Dentre as autoridades que acompanharam a cerimônia estavam a senadora Ideli Salvatti; os deputados federais Celso Maldaner e Cláudio Vignatti; os deputados estaduais Pedro Baldissera e Vânio dos Santos; além do presidente do Conselho Estadual de Cultura, Péricles Prade.

Informações adicionais – Jornalista Evandro Baron, telefone (48) 8843-5704 e 3221-3528, e-mail evandro@secom.sc.gov.br

Secretaria de Estado de Comunicação

Fonte: www.fcc.sc.gov.br

O projeto Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense é um dos contemplados no Edital Elisabete Anderle.

Edital Elisabete Anderle

28/10/2009 – Será realizada na quarta-feira, dia 04 de novembro, às 10 horas, no Teatro Governador Pedro Ivo, junto ao Centro Administrativo do Governo do Estado, em Florianópolis, a assinatura dos contratos dos 189 projetos vencedores do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, em cerimônia que contará com a presença do governador Luiz Henrique da Silveira, entre outras autoridades. Promovido pelo Governo do Estado de Santa Catarina, com apoio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e Conselho Estadual de Cultura (CEC), o edital representa um investimento de mais de R$ 6 milhões no setor. “Com o edital estamos ampliando as oportunidades de criação, distribuição e fruição dos bens culturais em nosso Estado, estendendo o acesso à cultura para as mais diversas comunidades”, acredita a presidente da FCC, Anita Pires. As inscrições, gratuitas, ficaram abertas entre 26 de outubro e 13 de março de 2009. Ao todo, foram recebidas 1.428 inscrições para as sete grandes áreas abarcadas no edital. Após análise da documentação, 1.083 projetos foram habilitados a continuar concorrendo aos prêmios. A área com mais inscrições foi a de Música, com 267 inscritos, seguida de Artes Visuais (215), Teatro (165), Letras (164), Patrimônio Cultural (107), Dança (87) e Artes Populares (78). Uma comissão julgadora formada por 21 membros trabalhou na seleção. “Este edital foi reconhecido como uma das melhores ideias do país para valorizar o trabalho dos produtores culturais. Todos os representantes do júri manifestaram-se nesse sentido e levaram esse modelo para seus estados a fim de materializá-lo”, afirma o presidente do CEC, Péricles Prade. “Os avaliadores ressaltaram a quantidade de projetos. Tivemos um extrato muito bom do que o segmento cultural de Santa Catarina pode produzir em termo de arte e cultura”, completa o presidente da Comissão de Organização e Acompanhamento do edital, Leone Silva. Voltado à produção, circulação, pesquisa, formação, preservação e difusão cultural em Santa Catarina, o Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura contempla sete áreas culturais, que foram subdivididas em segmentos. A área de Artes Populares foi subdividida nos segmentos Folclore e Artesanato e Arte Circense. Artes Visuais contemplará Projetos e Obras e Bolsas de Execução. Na Dança, recursos para Produção e/ou Circulação. Na área de Letras, subdivisão nos segmentos Publicações e Escritor na Escola. Para Música, recursos para gravação de CDs e DVDs. Na área de Patrimônio Cultural, investimento nos segmentos Material e Imaterial, Museus e Acervos. Em Teatro, prêmios para Circulação, Montagem e Pesquisa. O pagamento aos proponentes dos 189 projetos selecionados será efetuado em duas parcelas de 50%, sendo a primeira depositada logo após a assinatura do contrato, e a segunda até 28 de fevereiro de 2010. A documentação exigida para assinatura do contrato, informações sobre os jurados e a lista completos dos projetos selecionados estão disponíveis no site da Fundação Catarinense de Cultura (www.fcc.sc.gov.br). — Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura (FCC) Equipe: Deluana Buss e Sarah Westphal Fone: (48) 3953-2383 / 8843-8378 Email: imprensa@fcc.sc.gov.br Site: www.fcc.sc.gov.br Twitter: http://twitter.com/CulturaSC.

O Projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” é um dos selecionados. Também estaremos lá assinando o contrato!

Vilson José Kotviski – vilson@pessanka.com.br

Projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense”

Santa Catarina: Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura

O projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” foi um dos vencedores do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, promovido pelo Governo do Estado de Santa Catarina. “Este edital foi reconhecido como uma das melhores idéias do país para valorizar o trabalho dos produtores culturais. Todos os representantes do júri manifestaram-se nesse sentido e levaram esse modelo para seus estados a fim de materializá-lo”, afirma o presidente do CEC, Péricles Prade. “Os avaliadores ressaltaram a quantidade de projetos. Tivemos um extrato muito bom do que o segmento cultural de Santa Catarina pode produzir em termo de arte e cultura”, completa o presidente da Comissão de Organização e Acompanhamento do edital, Leone Silva. Voltado à produção, circulação, pesquisa, formação, preservação e difusão cultural em Santa Catarina, o Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura contempla sete áreas culturais, que foram subdivididas em segmentos. O projeto “Pêssanka – Artesanato Ucraniano, Brasileiro, Catarinense” de autoria de Vilson José Kotviski, foi contemplado na categoria de artes populares – folclore e artesanato, e promoverá dez oficinas de pêssanka em diversas localidades como: Pintadinho e Jangada (Porto União), Irineópolis, Caçador, Três Barras, Canoinhas, Mafra, São Bento do Sul, Papanduva e Itaiópolis. Outras informações em: http://www.fcc.sc.gov.br/