Sexta oficina de pêssanka: Colônia Rio do Meio, União da Vitória-PR. Projeto Pêssanka 2012 / Iphan

Pêssanka – Comunidade de Rio do Meio

Igreja Ucraniana em Rio do Meio, União da Vitória-PR

A sexta oficina do Projeto “Pêssanka: ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil” foi realizada no último fim de semana na Comunidade Ucraniana de Rio do Meio em União da Vitória.

Participaram da oficina mais de vinte alunos, muito interessados no aprendizado – esta foi a primeira vez que a comunidade recebeu uma atividade do gênero. Para a participante Veronica Parastchuk Guralh: “o projeto é muito lindo, depois que a gente conheceu a arte tão maravilhosa que nós temos, é so continuar e ter a boa vontade de fazer”.

E segundo a Sra. Irene Mihalczuk Lehun, que é uma das coordenadoras da equipe de catequese em Rio do Meio, os participantes irão programar encontros para a feitura de pêssanka, pois assim terão o incentivo uns dos outros.

Esta etapa do projeto contou com a presença de representantes do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: o historiador Juliano Martins e a jornalista e antropóloga Janaína Moscal, que acompanharam os dois dias de atividades na Colônia Rio do Meio. Os membros do IPHAN tiveram uma reunião no Clube Ucraniano de União da Vitória, com a equipe de coordenação do projeto, onde trouxeram sugestões para melhorar o aproveitamento dos trabalhos, principalmente no eixo de pesquisas sobre as antigas formas de feitura de pêssanka.

Turismo cultural:

Também durante o fim de semana, foi realizada a palestra sobre turismo cultural, onde Daniel Sliwinski explorou os aspectos positivos da feitura de pêssanka na comunidade, tendo primordialmente dois objetivos: cultural e geração de riquezas, bastando que existam pessoas praticando e apresentando belos trabalhos.

Localizada à cerca de 15km do centro de União da Vitória (estrada para Cruz Machado), Rio do Meio está na conhecida “Rota das Cachoeiras”, e inclusive ao lado do asfalto, sendo totalmente viável a inserção nos roteiros que o município está incentivando.

Assim, os grupos de turistas que visitam o interior poderão ter um ponto de referência nesta comunidade, podendo serem programados almoços típicos com agendamento prévio, visando a demonstração da culinária e do artesanato, como é o caso das pêssankas. Vale agora um incentivo maior por parte da coordenação de turismo local, para que a comunidade tenha apoio nesta atividade e possa aproveitar mais esse impulso que o projeto trouxe no último fim de semana!

5º Oficina de Pêssanka – Comunidade Ucraniana da Colônia Pintadinho – Porto União-SC

Turma da oficina de pêssanka – ao fundo a Igreja Bom Jesus, Colônia Pintadinho, Porto União-SC

Projeto Pêssanka – Oficina na Colônia Pintadinho

A quinta oficina do “Projeto Pêssanka – ovos escritos expressão da cultura ucraniana no Brasil” foi realizada no último fim de semana nas dependências da Igreja Bom Jesus, Colônia Pintadinho – Porto União-SC.

Seguindo o mesmo ritmo das oficinas anteriores, os participantes se mostraram muito interessados no aprendizado, concluindo belas pêssankas durante a oficina. Na comunidade existe o “Grupo da Amizade” cujo objetivo atual é a reunião mensal dos membros para confraternizações, sendo sugerido que daqui para frente o grupo possa também se reunir para a feitura de pêssankas, já que contam com o conhecimento e todo o material necessário, ideia muito bem aceita pelos participantes.

Como a palestra sobre turismo cultural já havia sido realizada anteriormente, com a oficina já estão cumpridas as principais atividades programadas para esta comunidade. A próxima oficina está programada para a comunidade de Rio do Meio em União da Vitória (estrada para Cruz Machado), nos dias 16 e 17 de junho.

4º Oficina de Pêssanka – Aquiles Stenghel, Porto União-SC (projeto Pêssanka – ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil)

Oficina de Pêssanka em Aquiles Stenghel – Porto União-SC

O projeto “Pêssanka – ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil” cumpriu as atividades programadas para a comunidade de Aquiles Stenghel, interior de Porto União-SC, neste último fim de semana.

Em um clima muito agradável e descontraído, membros da comunidade de São Valdomiro aprenderam as técnicas da arte da pêssanka, ficando muito contentes com o aprendizado na Oficina de Pêssanka ministrada pelo coordenador Vilson José Kotviski, pretendo dar continuidade aos trabalhos.

O presidente da comunidade, Sr. Luiz Lessenko muito interessado com os resultados trouxe relatos sobre como seu pai fazia e transmitia esse conhecimento aos mais jovens, e inclusive preparou ferramentas como conheceu no passado, já se comprometendo em fazer as demonstrações para a entrevista e registros que fazem parte do projeto.

Participaram da oficia dezesseis participantes de diversas faixas etárias, todos muito entusiasmados com os primeiros resultados que obtiveram com a pêssanka. A Sra. Maria Lurdes Barbusa não imaginava que conseguiria terminar a pêssanka, ficando muito surpresa com os resultados.

Palestra Sobre Turismo Cultural – Aquiles Stenghel, Porto União-SC – Projeto Pêssanka: ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil

Igreja de São Valdomiro, Aquiles Stenghel – Porto União-SC

Encerrando as atividades do projeto na Comunidade Ucraíno-Católica São Valdomiro, em Aquiles Stenghel, Daniel Sliwinski ministrou a palestra sobre turismo cultural visando despertar o interesse dos participantes para o aproveitamento consciente de seus valores, e também da arte da pêssanka resgatada na oficina de pêssanka.

Atentamente os participantes acompanharam as instruções, voltadas a necessidade de formação de artesãos de pêssanka, pelo grande potencial de consumo de artesanato típico por parte de visitantes em toda a região, e também foram muito participativos, citando exemplos e ideias, como o caso da Sra. Ana Maria Lessenko Kalichak que vislumbrou a possibilidade de terem pêssankas nas feiras de produtores coloniais, que ela mesmo participa. Também foi colocada a sugestão de criação de eventos voltados a grupos de turistas, como já vem sendo feito pelo Clube Ucraniano de União da Vitória, podendo inclusive existir uma integração entre esses roteiros.

Palestra sobre turismo cultural na comunidade de Aquiles Stenghel, Porto União-SC

As ideias de geração de renda foram muito oportunas para a comunidade, sendo visível o interesse das pessoas em se integrarem mais às questões culturais ucranianas, aproveitando esse potencial tanto para a preservação da cultura quanto para o desenvolvimento econômico da comunidade.

Entrevistas sobre as antigas tradições da pêssanka – Projeto Pêssanka – ovos escritos

Fernando Snheszak e Claudia Luciana Treuk Snheszak estão em plenas atividades de entrevistas nas colônias ucranianas da região sul do Paraná e Norte de Santa Catarina.

Já foram visitadas diversas pessoas na região do distrito de São Cristóvão, Paula Freitas, Vargem Grande e Vera Guarani, coletando preciosas informações sobre as antigas tradições das pêssankas, convergindo para o mesmo sentido em relação aos conhecimentos guardados na memória dos mais idosos. Em breve serão iniciadas as publicações destas entrevistas.

Projeto Pêssanka – ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil.

3º Oficina de Pêssanka – General Carneiro-PR. Projeto Pêssanka – ovos escritos expressão da cultura ucraniana no Brasil

Oficina de pêssanka em General Carneiro-PR.
Foto: João Marcos Hunhevicz

Nos dias 19 e 20 de maio foi realizada a 3ª etapa do ciclo de oficinas programadas no projeto Pêssanka – ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil, desta vez na Comunidade Ucraniana da Igreja São Miguel Arcanjo, em General Carneiro-PR.

A oficina, contou com a presença de 14 participantes, e o coordenador Vilson José Kotviski relata: “foi visível a evolução dos participantes, que no decorrer da oficina foram melhorando muito os trabalhos, e ficando cada vez mais felizes com os resultados”.  A participante Rosangela Pereira Maciel Monteiro (cuja sogra é descendente de ucranianos) afirma: “eu já gostava e admirava a cultura ucraniana e através desta oficina conheci mais de perto a arte e história da pêssanka e fiquei maravilhada em descobrir que sou capaz de fazer essa arte tão delicada e perfeita”.

Alguns dos participantes já tinham algumas noções, e puderam aprimorar ainda mais as técnicas. A continuidade das atividades está a cargo da Sra. Marta Sloboda Zamulhak, que também integra a coordenação do grupo folclórico local, e convocou os colegas para darem continuidade, se reunindo em fins de semana para a feitura de pêssanka na comunidade.

Palestra Sobre Turismo Cultural em General Carneiro – Projeto Pêssanka – ovos escritos

Também no dia 20/05/12, foi ministrada em General Carneiro a palestra sobre desenvolvimento do turismo cultural com Daniel Sliwinski.

Aproveitando a presença de participantes da oficina e membros da comunidade, Sliwinski explorou os B aspectos positivos da realização da oficina de pêssanka, e o incentivo à formação de novos artesãos locais. Inclusive a Igreja de São Miguel Arcanjo, recentemente construída e com arquitetura com fortes características ucranianas é um atrativo turístico do município, localizada ao lado da Rodovia BR 153, local de grande tráfego de veículos.

A comunidade ucraniana local promove anualmente a Festa do Carneiro Desossado e Recheado, sendo sugerido um maior destaque para a cultura ucraniana neste evento, aproveitando inclusive as pêssankas. A presidente da comunidade Sra. Izaura Gaiovis relatou que na festa realizada no começo deste ano não havia sido colocado nada neste sentido, mas que no ano anterior (2011) haviam feito uma exposição especial sobre a cultura ucraniana, e que isto pode ser feito novamente na próxima festa, aproveitando inclusive para expor os trabalhos dos artesãos participantes da oficina.

Projeto Pêssanka – palestra sobre desenvolvimento do Turismo Cultural na Colônia Pintadinho, Porto União-SC

No dia 12/05/12, a Comunidade Ucraniana do Pintadinho (Porto União-SC) recebeu a palestra sobre aproveitamento do turismo cultural, sob responsabilidade de Daniel Sliwinski.

Explorando os aspectos existentes no local, como a facilidade de acesso pela rodovia SC 302 (asfaltada), o destino turístico denominado “Caminhos da Serra” na comunidade vizinha de São Miguel da Serra, e o potencial que a comunidade possui em relação à culinária típica ucraniana e também em relação ao artesanato que será trabalhado na oficina de pêssanka, Sliwinski procurou despertar o interesse da comunidade para o aproveitamento deste potencial turístico. A continuidade deste incentivo se dará com a realização da oficina de pêssanka, que já é aguardada com ansiedade pela comunidade.

2º Oficina do Projeto Pêssanka – Comunidade Ucraniana de Paula Freitas-PR

A segunda etapa do eixo voltado ao ensino no projeto “Pêssanka: ovos escritos, expressão da cultura ucraniana no Brasil”, foi realizada no último fim de semana em Paula Freitas-PR, sob coordenação do artesão Vilson José Kotviski.

Oficina de Pêssanka em Paula Freitas-PR

Muito animados com os trabalhos, os participantes criaram diversas pêssankas, se encantando com o aprimoramento conseguido a cada trabalho concluído. O presidente da Comunidade, Sr. Everaldo, esteve acompanhando os trabalhos durante o período da tarde de sábado e foi o responsável pela organização da turma e do espaço físico. Segundo o mesmo ”foi uma grande honra a comunidade ter recebido a oficina do projeto, pois sempre tinham pessoas interessadas em aprender, mas nunca tinham oportunidade”.

Ao fim da oficina, decidiu-se que a participante Nilze Teixeira de Paula, fará a administração dos materiais doados para a comunidade, e que irão se reunir a cada duas semanas para a continuidade da arte da pêssanka. E com a proximidade geográfica da comunidade ao Posto Carretão, ponto de parada para viajantes que transitam pela BR153, se torna viável a colocação da pêssanka como produto típico regional, já que o ponto conta com ampla loja de presentes e com circulação constante de visitantes. Com os acertos sobre a continuidade dos trabalhos com a pêssanka, a oficina foi encerrada coroada de êxito e esperança para um futuro promissor nesta comunidade.