Kalena Encerra o 11º Encontro das Nações em Florianópolis

Folclore Ucraniano Kalena. (foto: divulgação)

Cerca de 10 mil pessoas passaram pelo Largo da Alfândega para conferir as atrações do 11º Encontro das Nações – Brasil de Todos os Tons, que encerrou na noite de sábado (27/08) com a apresentação do Grupo Ucraniano Kalena, de Porto União (SC). Durante quatro dias, o evento reuniu uma mostra da diversidade étnica e cultural formadora da identidade do povo brasileiro, por meio da música, dança, gastronomia, artesanato, tradições e folguedos populares de dez estados do Brasil e também de Portugal.

A presença constante do público e a variedade da agenda oferecida garantiram o sucesso da iniciativa, na avaliação do superintendente da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), Rodolfo Joaquim Pinto da Luz. “O saldo é muito positivo. Nos quatro dias, o espaço esteve sempre lotado em todos os horários e a qualidade da programação também contribuiu muito para isso. O resultado é essa reação tão vibrante do público”, comentou satisfeito.

cultura para todos

No evento, o público teve oportunidade de conhecer um pouco das culturas cigana, judaica, italiana, afro-brasileira, ucraniana, indígena, alemã, coreana, japonesa, polonesa e açoriana, além de observar tradições regionais de norte ao sul do Brasil. Com as várias atrações no palco e a comodidade da estrutura coberta montada no Largo da Alfândega, com 1.500 metros quadrados, muitas pessoas preferiram passar o dia no Centro, mesmo com a chuva que caiu por vários dias na cidade.

Foi o que fez o advogado aposentado, Erani Müller, 71 anos, que mora em Florianópolis há dois anos com a esposa, Alice, de 64 anos. No sábado, o casal de idosos chegou às 10h30 e só saiu após a última atração. “Este é nosso terceiro dia aqui. A gente vê uma diversidade de culturas muito grande. É tudo tão maravilhoso que me emociona”, disse ele, com lágrimas nos olhos, enquanto aguardava para matar saudades das tradições da terra natal com a penúltima apresentação da noite – o Grupo Internacional “Os Gaúchos”, de Porto Alegre (RS).

Além de oferecer atrações culturais, palestras, exposições de artesanato e gastronomia regional, o 11º Encontro das Nações – Brasil de Todos os Tons proporcionou acesso a todos os públicos. “Nosso objetivo foi mostrar que a cultura está em todos os lugares no Brasil, não tem limites e nem preconceito”, observou o coordenador geral, João Batista Costa, ressaltando a gratuidade do evento e a participação do Boi de Óculos na programação do palco. O grupo de boi de mamão da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), de Florianópolis, mostrou ao público o trabalho que realiza com portadores de síndrome de down e outros tipos de deficiência.

Promovido pela Prefeitura de Florianópolis e Fundação Franklin Cascaes, o Encontro das Nações 2011 contou com o patrocínio do Governo de Santa Catarina, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, com recursos do Funcultural. Tem ainda o apoio do Sesc, Tractebel Energia e Secretaria Municipal de Transportes, Mobilidade e Terminais (SMTMT).

Foto/texto: divulgação