AJUB – Associação da Juventude Ucraíno-Brasileira

Criada durante do IX Congresso da Juventude Ucraíno-Brasileira realizado em Pitanga-PR em 1982 e oficializada durante a realização do X Congresso da Juventude Ucraíno-Brasileira, em fevereiro de 1893, a AJUB – Associação da Juventude Ucraíno-Brasileira congrega jovens de descendência ucraniana e simpatizantes de todo o Brasil, não possuindo vínculo com determinada cidade, igreja, clube ou grupo de jovens.
Como entidade criada dentro do Congresso da Juventude Ucraíno-Brasileira, desde então participa dos eventos e presta auxílio as comissões organizadoras.
Mostrando sua preocupação com a manutenção da cultura ucraniana, há 17 anos a administração da AJUB que se encontrava na cidade de União da Vitória-PR, idealizou e realizou o 1º Festival Nacional de Hopak, com o objetivo de integrar todos os grupos folclóricos ucranianos do Brasil. Tomando maiores proporções, transformou-se no Festival Nacional de Danças Ucranianas. Espetáculo em que é demostrada a vasta e rica cultura das diversas regiões da Ucrânia.
No ano de 2010 e 2011 a Associação da Juventude Ucraíno-Brasileira tem a felicidade de ter seus principais eventos como parte do calendário oficial das comemorações dos 120 anos da Imigração Ucraniana no Brasil, sendo eles o 17º Festival Nacional de Danças Ucranianas em Curitiba como abertura das comemorações junto à celebração dos 80 anos de fundação do Folclore Ucraniano Barvinok, o 38º Congresso da Juventude Ucraíno-Brasileira na cidade de Cruz Machado e o 18º Festival Nacional de Danças Ucranianas na cidade de Cascavel como encerramento das comemorações junto à celebração dos 25 anos de fundação do Folclore Ucraniano Sonhachnek.

Felipe Melnyk Oresten
Presidente da AJUB
Curitiba – Novembro de 2010

(Retirado do programa do XVII Festival Nacional de Danças Ucranianas)

XVII Festival Nacional de Danças Ucranianas – Barvinok 80 Anos

Neste último fim de semana, a comunidade ucraniana teve seu grande momento anual de demonstração da força de sua cultura, com a realização da 17º edição do Festival Nacional de Danças Ucranianas em Curitiba.
O evento contou com a participação dos seguintes grupos folclóricos: Poltava (Curitiba-PR), Terceira Idade Zoriá (União da Vitória-PR), Dunay (Rio Azul-PR), Verkhovena (Maringá-PR), Solovey (Canoas-RS), Stchástia (Campo Mourão-PR), Vesselka (Prudentópolis-PR), Kyiv (São Paulo-SP), Spomen (Mallet-PR), Zoriá (Ponta Grossa-PR), Kalena (União da Vitória-PR), Volênia (Boa Ventura de São Roque-PR), Vesná (Mafra-SC), Sonhachnek (Cascavel-PR), Léssia Ukrainka (Curitiba-PR) e o anfitrião, que comemorou 80 anos de fundação, o Folclore Ucraniano Barvinok de Curitiba.
Durante o festival se deu o lançamento oficial das comemorações dos 120 Anos da Imigração Ucraniana para o Brasil, organizada pela Representação Central Ucraniano-Brasileira. No domingo a tarde, foi realizada uma tarde festiva no Memorial Ucraniano do Parque Tingui, alusiva ao início das comemorações.

Terceira Idade Zoriá - sempre muito aplaudidas nos festivais!

Sem dúvida foi um grande sucesso a realização do 17º Festival, contando com um espaço mais do que privilegiado: o Teatro Guaíra em Curitiba, um dos mais importantes da América Latina, o que valoriza muito o trabalho de todos os grupos folclóricos ucranianos do Brasil.

Os 120 anos da Imigração e o XVII Festival Nacional de Danças Ucranianas – RCUB

O Brasil é um caleidoscópio étnico e cultural resultado da variedade das imigrações nos dois últimos séculos. Todas as correntes imigratórias trouxeram em suas bagagens seus instrumentos de trabalho e a esperança de uma vida próspera e saudável. Até mesmo os que foram forçados a imigrar. Cada qual carregou consigo sua maneira de produzir, seus hábitos e costumes, arte e religiosidade. A contribuição ucraniana tem início no ano de 1891. A primeira grande onda imigratória ucraniana realiza-se com intensidade nos anos de 1895 e 1896. A segunda onda tem início do século XX e a terceira após a segunda guerra mundial. Estima-se atualmente que os ucranianos sejam aproximadamente 500.000, localizados em mais de 80% no Estado do Paraná, em segundo lugar em Santa Catarina e depois em São Paulo e Rio Grande do Sul. Influenciaram o processo produtivo com o plantio do trigo e organização de cooperativas e a organização de sociedades culturais: clubes, escolas e igrejas. Hoje, no sul do Brasil, cúpulas bizantinas de 264 igrejas, ladeadas por comunidades que rezam na língua ucraniana, marcam a paisagem. Vinte e quatro grupos folclóricos com coloridos trajes mantém as tradições das danças. A arte da pessânka, dos bordados e pratos típicos de sua culinária integram a existência cotidiana. Eventos sociais, solenidades cívicas e ritos religiosos perpetuam a memória histórica. É um povo integrado e formador da sociedade brasileira, em processo de miscigenação com todas as demais etnias. Já na segunda guerra mundial muitos integraram a Força Expedicionária Brasileira para dar seu sangue pela nova pátria e na atualidade ocupam todo tipo de profissões e participam em todas as esferas da vida econômica, política, social e cultural. A vida brota com as cores reveladas pelos pincéis de Miguel Bakun ou pelos versos da poetisa Helena Kolody. A comemoração da imigração ucraniana para o Brasil tem início no dia 13 de novembro de 2010 e se estenderá até o mesmo mês no ano de 2011 com atividades no Brasil e na Ucrânia, com atos culturais, cívicos e religiosos, com chamamento à participação de todos os brasileiros e ucranianos.

Vitório Sorotiuk

Presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira.

Vem aí o 17º Festival de Danças Ucranianas!

XVII Festival Nacional de Danças Ucranianas
No próximo sábado, dia 13 de novembro de 2010 acontece o XVII Festival Nacional de Danças Ucranianas, em Curitiba-PR. O evento está sendo organizado pelo Barvinok, o mais antigo grupo folclórico ucraniano no Brasil, que este ano comemora 80 anos de sua fundação.
Além da tradicional confraternização entre os grupos folclóricos, este ano teremos o lançamento das comemorações alusivas aos 120 anos da imigração ucraniana no Brasil, com evento programado para a tarde de domingo, dia 14 no Memorial Ucraniano do Parque Tingui. As comemorações estão sob responsabilidade da Representação Central Ucraniano-Brasileira, que vem mobilizando toda comunidade e também os órgãos públicos brasileiros e ucranianos.
De União da Vitória e Porto União, está confirmada a participação do Grupo Terceira Idade – Folclore Ucraniano Zoriá, e do Folclore Ucraniano Kalena.

Kalena em frente a Ópera de Lviv, no desfile do III Festival Internacional de Folclore Etnovyr - 2010.